CONFIRA O VÍDEO

domingo, 30 de agosto de 2015

51a SEMANA ESPÍRITA DOS CENTROS DO MÉIER - CONFRATERNIZANDO E DIVULGANDO A DOUTRINA CRISTÃ-ESPÍRITA

COMO FOI A REUNIÃO NO GRÊMIO ESPIRITA NAZARENO


Realizou-se na última SEXTA-FEIRA dia 28 de Agosto, mais uma das Reuniões que acontecem por conta da 51a. SEMANA CONFRATERNATIVA DOS CENTROS ESPÍRITAS DO MÉIER E ADJACÊNCIAS. 

Realizada no GRÊMIO ESPÍRITA NAZARENO, o encontro teve como tema: "A FELICIDADE NA VISÃO ESPÍRITA", que foi apresentado pelo EXPOSITOR Antonio Carlos Telles. A reunião foi dirigida pela VICE-PRESIDENTE do G.E. NAZARENO, Sheila Vidal.

Estiveram presentes os representantes dos CENTROS  e Agremiações Espíritas que participam do EVENTO  que há 51 anos promove a confraternizam entre trabalhadores e frequentadores das seguintes CASAS ESPÍRITAS: CENTRO ESPÍRITA JOÃO BATISTA - CENTRO ESPÍRITA NAIR MONTEZ DE CASTRO - GRUPO ESPÍRITA FABIANO - AGREMIAÇÃO ESPÍRITA PEDRO II, CENTRO ESPÍRITA AMARAL ORNELLAS, GRÊMIO ESPÍRITA NAZARENO, GRUPO ESPÍRITA DISCÍPULOS DE FRANCISCO DE PAULA - UNIÃO ESPÍRITA SUBURBANA.

Após a palestra foi servido um LANCHE de confraternização.

Publicamos um pequeno Vídeo da parte final da Palestra.


Ocorreu um problema com a edição de fotos. Estamos tentando resolver para publicar.

domingo, 9 de agosto de 2015

DIA DOS PAIS - 09 DE AGOSTO DE 2015 - EM VERSOS A HOMENAGEM AO MEU PAI

E A TODOS OS PAIS DO PLANETA



Nesse DIA, nada peço, em se tratando de filhos, tenho tudo, só agradeço. E agradeço também a meu pai e minha mãe pela educação que me proporcionaram, ainda que com grande dificuldade.

Especialmente nesse dia de homenagem aos Pais, dedico a ele, lá onde se encontrar, esses versos.

Pai!
Cresci vendo, dia a dia a tua luta,
Ao lado da mãe,
Na dura labuta,
Para nos sustentar.

Mas não só o sustento do pão,
Também o da educação,
Fostes um forte e com coragem,
Disse-me tantas vezes NÃO!

Severo e disciplinador,
Também foram alguns, SIM!
Cheio de dedos, e medos,
Cheios de Amor.

Dos castigos e reprimendas,
Que me fizeram zangar contigo,
Guardo hoje a lição,
Da tua presença sem omissão.

Deu também carinho,
E o tempo foi passando de mansinho,
Um dia me deparei com você,
Já cansado, já velinho.

Chegou à hora e tu partiste,
Foi embora o pai, e já avô,
Deixando aqui os netos,
E eu um filho triste e quieto.

No teu exemplo de Pai,
Encontro força e caminho,
E procuro dar aos teus netos,
Sustento, amor e teto.

Onde estiveres agora,
Receba esses meus versos,
Prova do meu amor, agradecimento e carinho,
Testemunho do meu eterno afeto.

Sergio L. Oliveira


COMUNICADO

COMUNICADO